Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Brasil tem 3.438 novas mortes por coronavírus em 24 horas

23312-1200x630

O Brasil passou mais uma vez da marca das três mil vítimas do coronavírus, registrando 3.438 óbitos em 24 horas, e chegou nas 310.550 mortes desde o início da pandemia, segundo informação do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) neste sábado (27).

 

A taxa de letalidade está em 2,5% e o índice de mortalidade está em 147,8 para cada 100 mil habitantes.

 

Essa é a terceira vez em menos de uma semana que o número de mortos passa de três mil: a primeira foi no dia 23, com 3.251, e o recorde foi registrado nesta sexta-feira (26), quando 3.650 brasileiros perderam a vida em um dia. Desde segunda-feira (22), foram contabilizadas pelo Conass 16.508 falecimentos, mais um recorde negativo na pandemia.

 

Também pela terceira vez na semana, São Paulo registrou mais de mil mortes: foram 1.051 registros no sistema. Com isso, o Estado continua liderando a quantidade vítimas quando considerados os dados totais, com 71.747.

 

O Rio de Janeiro é o segundo na soma absoluta das mortes (36.026), mas é o que continua a apresentar a maior taxa de letalidade, com 5,6%, mais do que o dobro da média nacional.

 

Minas Gerais (23.366), Rio Grande do Sul (18.680) e Paraná (16.124) fecham o top 5 de maiores quantidades de óbitos.

Foram ainda 85.948 novos casos, totalizando 12.490.362 contaminações, conforme o boletim. O Estado de São Paulo também lidera nos valores totais, com 2.410.498 contágios confirmados.

Na sequência, aparecem Minas Gerais (1.093.539), Paraná (833.786), Rio Grande do Sul (828.397) e Santa Catarina (793.856).

As médias móveis dos últimos sete dias estão em patamares recordes também: os casos estão em 77.129 por dia e as mortes em 2.543.

 

Oxigênio

 

O Ministério da Saúde entregou neste sábado (27) 160 cilindros de oxigênio para o Rio Grande do Norte, como parte do Plano Oxigênio Brasil. O insumo usado no atendimento a pacientes com casos graves de covid-19 chegou em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), segundo informação do presidente da República, Jair Bolsonaro, publicada em seu perfil no Twitter.

 

O Plano Oxigênio Brasil também inclui, inicialmente, a entrega de cilindros para Rondônia (400), Acre (240), Ceará (100), Paraná (200) e região Sul como um todo (100). Grande parte desses cilindros foram comprados direto de produtores, em São Paulo. Outros estão sendo deslocados de Manaus.

Outras ações do plano são a instalação de duas usinas de oxigênio em Santa Catarina, uma no Acre e outra em Rondônia.

 

 

Fonte: O Sul

Deixe seu comentário: