Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Pesquisa mostra que cidades do RS seguem com prevalência de Covid-19 abaixo de 0,5% da população

2020-06-08t000000z-898177122-rc295h91xlav-rtrmadp-3-health-coronavirus-hospital-billions

Inspirada no modelo gaúcho de estudo de prevalência da Covid-19 sobre a população, a segunda fase da pesquisa nacional com a mesma metodologia aponta que nenhuma das cidades da região Sul do Brasil apresentou uma proporção de pessoas com anticorpos superior 0,5%. Conduzido pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), o levantamento estimou que, das 120 cidades que alcançaram 200 ou mais entrevistas, a proporção de brasileiros que já tiveram ou têm o novo coronavírus é de 2,8%.

Essas 120 cidades correspondem a 32,7% da população nacional, totalizando 68,6 milhões de pessoas. A segunda rodada do estudo encomendando pelo Ministério da Saúde teve seus resultados divulgados na noite da última quinta-feira (11/6). Ao todo, os pesquisadores concluíram 31.165 entrevistas e testes para o coronavírus em 133 cidades espalhadas por todos os Estados.

Aqui no RS, foram seis municípios, com 1.455 pessoas consultadas. Além de Porto Alegre, a pesquisa realizada entre os dias 4 e 7 de junho contemplou Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Uruguaiana e Passo Fundo (onde foi registrado o único teste positivo entre todas as pessoas que participaram da pesquisa).

Estabilidade

Na mais recente rodada da pesquisa encomendada pelo governo do Estado, divulgada no último dia 27 de maio, os números apontavam estabilidade no número de gaúchos que já foram infectados pelo novo coronavírus. Pelos testes aplicados nesta fase, estimou-se que seriam 20.226 pessoas com os anticorpos, o que representa 0,18% da população. Na rodada anterior, as projeções eram de 24.860 pessoas infectadas pelo vírus (0,22% da população).

Nos 4.500 testes rápidos aplicados na quarta rodada da Epicovid19-RS nas nove cidades escolhidas, oito pessoas testaram positivo, metade delas em Passo Fundo. Uruguaiana registrou dois casos positivos e os demais foram em Porto Alegre (1) e Pelotas (1).

Nas outras cidades – Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Canoas e Ijuí –, não houve registro de casos positivos nas coletas realizadas entre os dias 23 e 25 do mês passado. Os nove municípios representam 31% da população do RS.

Nova fase

Uma das fontes de dados que embasa as decisões do governo no enfrentamento da pandemia, o Epicovid19 no RS terá mais quatro rodadas já confirmadas pelo governador Eduardo Leite. Como a pesquisa nacional terá uma nova rodada entre os dias 20 e 22, a retomada do estudo gaúcho deverá ocorrer no último fim de semana de junho. As demais serão intercaladas com as etapas nacionais.

O estudo é coordenado pelo governo do Rio Grande do Sul e pela UFPel, mobilizando uma rede de 12 universidades federais e privadas: Imed Passo Fundo, Universidade de Caxias do Sul (UCS), Universidade de Passo Fundo (UPF), Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS/Passo Fundo), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal do Pampa (Unipampa/Uruguaiana), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade La Salle (Unilasalle-Canoas) e Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí).

Na sua primeira fase, o teve um custo estimado em R$ 1,5 milhão, tendo o apoio da Unimed Porto Alegre, do Instituto Cultural Floresta, também da capital gaúcha, e do Instituto Serrapilheira, do Rio de Janeiro.

 

Fonte: Uirapuru

Deixe seu comentário: