Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

whatsapp-image-2024-02-05-at-13-51-32
No comando: BANDANEJO

Das 14:00 Horas as 17:00 Horas

unnamed
No comando: Manhã Legal

Das 08:00 as 12:00

sabadao-da-santa-5
No comando: Sabadão da Santa

Das 08:30 as 12:00

2fd23236242fab8e9507cadf4f0f697d
No comando: Almoçando Com A Santa

Das 12:00 as 13;30

Araucaria moist forest in Aparados da Serra National Park, Brazil
No comando: Show Da Tarde

Das 13:30 as 17:00

1
No comando: Clube Da Música

Das 14:00 as 19:00

unnamed
No comando: Campo E Sertão

Das 17:00 as 19:00

Cachoeirinha segue submersa e orientação é não retornar para casa diante da previsão de mais chuva

Compartilhe:
368

Rio Gravataí ainda está muito acima do nível normal; última medição apontou 6,22metros e provoca muitos bloqueios.

Cachoeirinha mantém cerca de 1,6 mil pessoas acolhidas em 25 abrigos montados pela prefeitura e estima que 5 mil pessoas tenham sido afetadas pela cheia do Rio Gravataí, que segue baixando de forma muito tímida. Há muitas outras pessoas acolhidas na casa de amigos e parentes, mas este dado a Prefeitura não sabe estimar. A última mediação do rio apontou que o nível estava em 6,22 metros, sendo que o nível normal é entre 2,30 e 2,33metros.

Com a previsão de mais chuva para o final de semana, ao menos 200mm até domingo, o prefeito Cristian Wasem orienta que as pessoas permaneceram fora de casa, em abrigos ou casa de parentes. A estimativa da Defesa Civil não prevê que amplie o raio de 1,5 metros, mas as regiões já afetadas devem permanecer alagadas em um cenário de chuva intensa. Wasem publicou no início na semana um documento decretando situação de emergência.

a mesma situação, banhada pelo Rio Gravataí e com inúmeros pontos de alagamentos, a cidade de Alvorada decretou estado de calamidade pública e segue com aulas suspensas por tempo indeterminado. As famílias que residem nos bairros Americana, Nova Americana, Onze de Abril, Umbu e Tijuca são as mais afetadas tendo em vista o extravasamento do arroio Feijó.

A Prefeitura estima que mais de 1 mil famílias estejam fora de casa. A coleta de donativos, cujas doações estão sendo repassadas para os desabrigados e desalojados, está concentrada no Ginásio Djalma Neves. Neste momento, a Administração solicita a doação de água potável, alimentos não perecíveis, marmotas, roupas de cama e produtos de higiene pessoal.

Fonte; Correio do Povo

Deixe seu comentário: